De todos os problemas que podem acontecer em uma obra, um dos principais é a chuva. Não usar a previsão do tempo como uma parceira pode ter um custo bem alto, já que o trabalho de construção em período de chuvas pode atrasar e causar desperdício de materiais e de mão de obra.

Mas nem sempre dá para fugir da água. Por isso, fazer um bom planejamento e tomar alguns cuidados ajudará a evitar prejuízos. Para ajudá-lo nessa tarefa, listamos 5 dicas importantes para que sua obra não fique presa no tempo. Confira!

1. Evite algumas fases da construção em período de chuvas

É fundamental fazer o planejamento de obras levando em consideração o período úmido e colocando as fases mais críticas da obra durante a estação mais seca. Mesmo seguindo essa recomendação, o tempo pode não colaborar e a obra corre o risco de ir por água abaixo, coisa que ninguém quer, não é mesmo?

Durante a preparação do terreno, são feitas diversas atividades de movimentação de terra, como: terraplanagem, escavações etc. Uma dica para dias com chuvisco ou garoa é a utilização de lonas para cobrir a área.

O período de estrutura e alvenaria também é crítica. Por ser uma fase em que o concreto é bastante utilizado, o alto volume de água pode fazer com que ele perca consistência e resistência. Então, em dias chuvosos, o ideal é colocar a mão de obra para fazer outras atividades.

2. Armazene corretamente os materiais

Armazenar os materiais da maneira correta é uma dica importante para evitar prejuízos e desperdícios. Para isso, siga estes cuidados:

  • guarde materiais, como argamassa, rejunte e gesso, em local fechado, sem umidade e em cima de estrados de madeira, para que fiquem a pelo menos 10 cm do chão;
  • proteja os tijolos com lonas;
  • faça um muro de contenção, que pode ser de madeira, para armazenar areia;
  • guarde madeiras em locais longe da umidade;
  • cubra barras de aço com lonas.

3. Escolha materiais de qualidade

A qualidade dos materiais de construção não pode ser deixada em segundo plano. Como diz o ditado popular, “o barato sai caro”. Desse modo, invista na qualidade, usando sempre materiais que resistam melhor ao contato com a água.

Usar concreto usinado é uma boa opção, pois ele seca mais rápido. Além disso, ainda dá para colocar um aditivo para acelerar ainda mais a secagem.

4. Contrate mão de obra por etapas

A melhor maneira de evitar prejuízos com a mão de obra é contratando os serviços em etapas. Isso evita o pagamento de diárias, que pode aumentar o custo da obra, já que geralmente em dias chuvosos não dá para fazer alguns tipos de serviços.

Para evitar paralisações, procure organizar as atividades de maneira que os funcionários possam fazer outras tarefas em dias chuvosos.

5. Atenção redobrada com a segurança

Em dias úmidos, a atenção com a segurança dos funcionários deve ser redobrada, porque o risco de acidentes aumenta muito. Para isso, tome alguns cuidados:

  • sempre use os equipamentos de segurança individual ideais para cada tipo de serviço, como capas de chuvas, luvas, botas de borracha etc.;
  • muito cuidado com quedas causadas pelo piso escorregadio;
  • tenha muita atenção em áreas onde possam ocorrer deslizamentos de terras ou desmoronamentos;
  • eletricidade e água não combinam, então, em dias chuvosos tenha atenção redobrada ao mexer com equipamentos elétricos;
  • muitas vezes, o temporal vem acompanhado de ventos fortes. Por isso, tome cuidado com trabalhos realizados em andaimes.

Viu só, a chuva até pode ser um problema para a construção, mas, seguindo essas dicas de organização e planejamento, dá para passar por ela sem grandes prejuízos, não é mesmo?

Gostou das nossas dicas para construção em período de chuvas? Então não vá embora, veja neste artigo como economizar na compra de material de construção.


Os comentários estão fechados.